Hot Widget

Type Here to Get Search Results !

Ads

Mais de 80% dos imigrantes judeus que chegaram depois de 24 de fevereiro pretendem ficar em Israel

 Quase 70% dos entrevistados dizem estar satisfeitos com seus primeiros passos em Israel
Mais de 80% dos imigrantes judeus que chegaram depois de 24 de fevereiro pretendem ficar em Israel




Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Integração e Aliá de Israel revelou na terça-feira que mais de 80% dos judeus russos e ucranianos que chegaram a Israel depois de 24 de fevereiro pretendem permanecer no país. 
A pesquisa foi conduzida pelo professor Zeev Hanin. Apresentando suas descobertas no Congresso Judaico Euro-Asiático, ele disse que mais de 80% dos entrevistados entre os novos imigrantes da Rússia e da Ucrânia querem ficar em Israel.
Os números foram ligeiramente maiores para os imigrantes judeus da Rússia, com 83% deles respondendo positivamente à pergunta. Enquanto isso, mais de 78% dos ucranianos - que imigraram após a invasão russa de seu país - disseram que pretendem permanecer no estado judeu. 
Quase 70% dos entrevistados disseram estar satisfeitos com seus primeiros passos em Israel, com 74% dizendo que estavam “muito satisfeitos” com o apoio financeiro do governo. 
O mesmo número de entrevistados disse estar satisfeito com suas condições de vida e com as oportunidades de educação de seus filhos.
Entre as questões mais prementes, a maioria dos entrevistados listou encontrar moradia permanente (66%), empregos estáveis ​​(63%) e aprender hebraico (73,7%).
De acordo com o Ministério da Integração, desde o início do ano mais de 28.000 judeus da Rússia, Ucrânia e Bielorrússia se mudaram para Israel no início de junho. Esse número é mais que o dobro do registrado no mesmo período do ano passado. 
Mais cedo na terça-feira, uma fonte sênior do ministério disse que o ministro das Finanças de Israel, Avigdor Liberman, está procurando maneiras de permitir que os imigrantes russos acessem suas contas bancárias na Rússia e transfiram dinheiro para Israel. 
Atualmente, existem 57.000 imigrantes aposentados que não podem transferir suas pensões russas para Israel devido a sanções econômicas sem precedentes impostas contra Moscou por sua invasão da Ucrânia. 

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Top Post Ad

Below Post Ad

Ads Section