Hot Widget

Type Here to Get Search Results !

Ads

Devo rezar em hebraico?




 
Por Menachem Posner
Pergunta:
Devo rezar em hebraico?
Todas as orações na minha sinagoga são em hebraico e não entendo uma palavra do que estamos dizendo. Em primeiro lugar, por que rezamos em hebraico? É melhor eu rezar em hebraico, que não entendo, ou português para entender o que estou falando?

A resposta simples:
O hebraico é o idioma oficial das rezas. Mas a tefilá requer compreensão. Portanto, se você entende o significado das palavras que está dizendo, reze em hebraico. Caso contrário, reze no idioma que você entende – até aprender hebraico.

A resposta mais longa:
Sim, o Shemá, a Amidá e praticamente todas as orações são recitadas em hebraico – mesmo em sinagogas onde a maioria dos frequentadores é muito mais fluente em outras línguas. Por que é isso?

Quando o Talmud 1 aborda a discussão sobre rezar em aramaico em vez de hebraico, afirma que os anjos não entendem aramaico. E como precisamos que os anjos levem as nossas orações ao alto, devemos rezar numa linguagem que eles entendam. (este é um assunto para um outro artigo).
O hebraico é chamado de Lashon HaKodesh, (Língua Sagrada). De acordo com Nachmânides 2 seu caráter especial é expresso no fato de ser a linguagem escolhida por D'us para revelar-Se aos profetas. 3
As preces foram escritas em hebraico. Como diz o ditado, “não existe tradução precisa”. Mesmo a melhor tradução não consegue transmitir toda a beleza e intenção do original. Quando alguém reza em hebraico, tem a certeza de que está rezando exatamente como nossos profetas e sábios pretendiam.
Portanto, rezar em hebraico tem muitas vantagens sobre outras línguas. Mas e se você não souber hebraico? Você pode rezar em outros idiomas?

Quanto ao Shemá, há uma disputa no Talmud. 4 Rabino Yehudah opina que deve-se recitá-lo no original hebraico como está escrito na Torá. A maioria dos sábios, entretanto, determina que alguém pode lê-lo em qualquer idioma que entenda. A Halachá segue a maioria, e alguém pode recitar Shemá em sua própria língua - desde que enuncie as palavras de forma clara e articulada. 5

Todos concordam que a Amidá pode ser recitada em qualquer idioma. 6

Como isso se enquadra na regra acima mencionada de que os anjos não entendem outras línguas? O Talmud 7 qualifica isso, dizendo que a assistência dos anjos só é necessária para quem reza sozinho. Contudo, a reza de uma congregação é tão potente que não necessita da assistência dos anjos para ser ouvida por D’us.

Então, que tal alguém não entender hebraico e rezar sozinho?

O Código da Lei Judaica 8 traz mais duas qualificações:

O Talmud pode ter se referido apenas a uma situação em que alguém pede a D'us que atenda às suas necessidades específicas. Ao fazer a reza padrão que todos os judeus fazem, todos os idiomas são aceitáveis.
O Talmud menciona especificamente o aramaico. No entanto, todos os outros idiomas podem ser aceitáveis.
Resumindo, é preferível aprender hebraico e rezar nessa língua. Mas se você não entende o que está dizendo, pronuncie na língua que você entende.

Então agora sabemos que você tem permissão para falar as rezas em seu próprio idioma, caso não entenda hebraico. Mas você pode rezar em hebraico mesmo sem entender?

Compreender o que você está dizendo é essencial para o ato de rezar. Maimônides 9 escreve que a oração sem concentração não é considerada oração. Afinal, a prece não é simplesmente uma questão de proferir palavras. Ela é chamada de “serviço do coração”. 10 “Você pode falar todas as palavras em hebraico, mas não cumpriu a mitsvá da reza – porque como seu coração pode se expressar com palavras que você não entende?

A melhor solução, obviamente, é começar a aprender hebraico. Se você nunca começar a ler hebraico, nunca aprenderá. Portanto, sugiro que você comece com apenas algumas linhas que aprendeu a entender e expanda lentamente seu repertório. Adicione uma bênção de cada vez. Antes que perceba, você terá dominado toda a Amidá e muito mais.

Embora seja necessário compreender e prestar atenção a toda a reza, o foco mental é mais vital durante a primeira linha do Shemá, 11 a bênção de abertura da Amidá, 12 e a linha do Ashrei 13, onde dizemos: "Você abre a mão e satisfaz o desejo de todos os seres vivos." Se você pronunciar qualquer uma das outras partes da reza enquanto estava distraído, não precisa voltar atrás e repeti-las. Com essas partes citadas acima, entretanto, você tem que voltar e repeti-las. 14

Portanto, pode fazer sentido aprender primeiro o significado dessas partes da reza e começar outras com o hebraico antes de saber completamente o que elas significam.

Ao incluir o hebraico em sua tefilá, você pode começar com aqueles parágrafos que a congregação canta junto. As melodias e ritmo das rezas geralmente são mais fáceis de aprender e recitar do que lutar sozinho com as palavras!
Coisas Judaicas 
 Notícias exclusivas e detalhados de Israel! Conecte-se com Israel diretamente de sua casa! O judaísmo passa por aqui. 

Siga-nos no Facebook

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Top Post Ad

Below Post Ad

Ads Section