Hot Widget

Type Here to Get Search Results !

Ads

Vereador se veste de nazista

Coisas Judaicas

Vereador causa polêmica em Catanduva (SP) ao aparecer vestido de Hitler na internet.

SÃO PAULO - As fotos de um vereador da cidade de Catanduva, a 379 Km da capital paulista, em que ele aparece vestido como o ditador alemão Adolf Hitler no site de relacionamentos Orkut, estão causando polêmica. Em um álbum no site, o vereador Vagner Bersa (PPS), conhecido como "Palhacinho Pimpão", pode ser visto usando quepe e farda militares, em fotografias que estão sendo interpretadas como uma apologia ao nazismo.

A polêmica é tanta que o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Marcos Crippa (PTB), já pediu desculpas em nome da Casa pelos atos do vereador. Crippa disse que já foi procurado não apenas por moradores da cidade insatisfeitos com as fotos divulgadas por Bersa, mas inclusive por representantes da Confederação Israelita no Brasil.

O vereador Bersa nega que esteja fazendo apologia ao nazismo, e afirma que está apenas fazendo propaganda do filme "A queda", que trata das últimas horas de vida do ditador, e também uma sátira do alemão, assim como fez Charles Chaplin no filme "O Grande Ditador". Ele afirma que no Orkut também interpreta outros personagens, como Rambo e o Príncipe Charles, da Inglaterra, e que no site há ainda fotos de artigos militares de vários países, admirados por ele.

- Estou fazendo uma propaganda do filme "A queda", do qual gostei e que fala da queda do nazismo. Em nenhum momento há apologia ao nazismo. Não há imagens de suástica. Não tenho simpatia com nazistas. Se eu fosse alemão na Segunda Guerra Mundial, eu iria conspirar contra Hitler. Quis mostrar que devemos aprender com os erros do passado. Se eu estou fazendo apologia, as lojas que vendem ou alugam o filme também estão - disse Bersa.

.O vereador afirma que as fotos estão no Orkut há três anos e que agora está sendo perseguido politicamente por ser um palhaço profissional que conseguiu se eleger vereador.

- Existem pessoas que não aceitam que um palhaço seja vereador. Estou sendo atacado desde que fui eleito - disse.

Na própria internet é possível ter ideia de como as fotos repercutiram. Na comunidade de Catanduva no Orkut, há um fórum aberto sobre a atitude de Bersa. Na página de recados do vereador há mensagens de pessoas que o apoiam e também que são contrárias a ele. "Eu perdi parentes na Shoá nazista. E ver que existem pessoas que idolatram um tirano assassino e que se vestem como ele e acham bonito, isso me deixa triste e preocupado. Me deixa mais preocupado gente que acha isso normal, e defende o direito dele se vestir como Hitler", diz um internauta. "Moramos num país livre, no limite, e você não cometeu erro nenhum. Estamos juntos. Nazistas são esses políticos caras-de-pau. E você é um político trabalhador. Quando um bom político começa a trabalhar, alguém ao invés de ir trabalhar também, fica procurando alguma coisa pra acabar com a reputação da pessoa", disse outro internauta.


Vereador disse que vai pedir desculpas publicamente na semana que vem

A Comissão de Ética da Câmara vai se reunir na próxima terça-feira para ouvir de Bersa explicações sobre as fotos e, depois, decidirá se alguma medida será tomada contra ele na Casa. Bersa disse que apesar de acreditar que não cometeu nenhum erro, vai pedir desculpas publicamente na próxima sessão da Câmara, mas não vai tirar as fotos do seu perfil no Orkut.

- Vou pedir desculpas para quem se sentiu ofendido, como uma forma de cortesia, porque não quero briga. Mas não vou retirar as fotos, porque elas fazem parte da minha defesa. Estou tranquilo, não fiz nada de errado - afirmou, dizendo também que não teme nenhum tipo de punição.

O presidente da Comissão de Ética da Câmara de Vereadores de Catanduva, Francisco Batista de Souza, disse que vai pedir que Bersa apague as fotos do Orkut.

- Vamos explicar para ele as consequências caso a Comissão seja acionada e pedir que ele retire as fotos de circulação. Por enquanto, não há representação contra ele na Câmara e nem no Ministério Público - disse.

Já o presidente da Câmara, Marcos Crippa, disse que pediu desculpas em nome da Casa para preservar a imagem da instituição.

- Pedi que ele se retratasse publicamente, mas como ele ainda não fez isso, resolvi pedir desculpas em nome da Câmara. Isso tomou proporções nacionais. Eu tenho que preservar o nome da Câmara e dos outros vereadores - afirmou.

Crippa disse que nunca notou em Bersa atitudes que pudessem demonstrar que ele apoia o nazismo.

- Ele usa vários personagens em festas, nunca teve um comportamento diferente e combate a forma ditatorial de algumas pessoas - completou.

Bersa é vereador há cerca de 20 anos em Catanduva e até hoje atua profissionalmente animando festas e fazendo filmes.
Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Top Post Ad

Below Post Ad

Ads Section